A genética não é justa, mas não é destino

Em um novo estudo, os pesquisadores avaliaram uma coorte de cerca de 380 mil pessoas no Reino Unido para identificar genes que ajudassem a prever a tendência das pessoas a ganhar peso e, o mais importante, a distribuição desse ganho de peso (se mais no subcutâneo, ou mais distribuído pelo corpo).

This post is only available to members.

Comece digitando para ver os posts que procura.
Loja
0 item Carrinho
Minha conta